- PUBLICIDADE -

Justiça liberta membros de ONGs acusados de queimadas na Amazônia

Justiça liberta membros de ONGs acusados de queimadas na Amazônia
- PUBLICIDADE -

Brigadistas haviam sido presos na terça-feira (26) em operação que investiga incêndio criminoso em Santarém.

A Justiça do Pará decidiu, nesta quinta-feira (28), revogar a prisão preventiva dos quatro membros de ONGs acusados de terem iniciado incêndios em áreas da Amazônia na região de Alter do Chão.

A decisão foi proferida pelo juiz Alexandre Rizzi, da 1ª Vara Criminal de Santarém, o mesmo que deferiu os mandados de prisão e os manteve sob o pretexto da “garantia da ordem pública”.

Entretanto, o magistrado frisou que a decisão não significa “qualquer juízo de absolvição”, e ordenou que eles entreguem os passaportes, compareçam ao tribunal mensalmente, e permaneçam em casa entre 21h e 6h, informa a revista Veja.

A decisão ocorre horas depois de o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), determinar a troca da chefia da investigação sobre o caso, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -