Justiça manda deputada do PSL apagar posts das redes sociais

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Em caso de descumprimento, a política do PSL será multada em mil reais por dia.

As informações são Rádio Band News FM.

A Justiça de Santa Catarina ordenou que a deputada estadual eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL-SC) retire das redes sociais os posts em que estimulava estudantes a gravar professores doutrinadores nas salas de aula.

A deputada eleita alertava que muitos professores iriam fazer “queixas político-partidárias em virtude da vitória do presidente [Jair] Bolsonaro”, conforme noticiou a Renova Mídia.

Campagnolo declarou:

Muitos professores doutrinadores estarão inconformados e revoltados. Muitos não conseguirão disfarçar sua ira e farão da sala de aula uma audiência cativa para suas queixas político-partidárias em virtude da vitória do Presidente Bolsonaro.

Segundo a decisão do Ministério Público, o ato de Campagnolo viola a liberdade de expressão da atividade intelectual.

Se as publicações não forem apagadas, a deputada eleita do PSL terá que arcar com uma multa de mil reais por dia.

 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.