Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Justiça mantém prisão de Cristiane Brasil

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Filha de Roberto Jefferson tem 10 mil votos e não é reeleita
COMPARTILHE

Presidente do TJ-RJ determinou o cumprimento imediato da ordem do ministro do STJ.

O desembargador Claudio de Mello Tavares, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), negou, neste domingo (20), os pedidos da defesa de Cristiane Brasil – pré-candidata à prefeitura do Rio.

Os advogados de Cristiane pediam o relaxamento, revogação, substituição e conversão da prisão preventiva da filha do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB.

O presidente do TJ-RJ determinou ainda o cumprimento imediato da ordem do ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no sentido de redistribuição da ação penal inicial e conclusão ao desembargador do Órgão Especial, que será sorteado nesta nesta segunda-feira (21) para analisar o caso, destaca a revista Veja.

Cristiane Brasil foi presa preventivamente na sexta-feira, 11 de setembro, em cumprimento à decisão da 26ª Vara Criminal da Comarca da Capital, com base na chamada operação “Catarata”.

De acordo com os advogados, a pré-candidata à prefeitura do Rio está em acompanhamento psiquiátrico desde fevereiro de 2018, diagnosticada com “transtorno misto depressivo ansioso” sendo necessário o uso contínuo e diário de três medicamentos.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram