- PUBLICIDADE -

Justiça não encontrou evidências de conluio entre Trump e Rússia

Justiça não encontrou evidências de conluio entre Trump e Rússia
- PUBLICIDADE -

O procurador especial Robert Mueller não apresentou novas denúncias com base na investigação sobre a suposta interferência russa na campanha presidencial dos Estados Unidos em 2016.

A informação foi revelada pela imprensa norte-americana na última sexta-feira (22) após o envio do relatório final ao procurador-geral William Barr.

Ao longo de quase dois anos de investigação, cinco denunciados acabaram condenados por vários crimes, mas nenhum ligado ao suposto conluio com os russos envolvendo as eleições de 2016.

O relatório final da investigação do procurador especial Robert Mueller confirma que não há indícios de que Trump ou membros de sua família estejam envolvidos em conluio com a Rússia ou obstrução à Justiça, dois dos principais focos da investigação.

Trump sempre negou enfaticamente qualquer vínculo impróprio de sua campanha a Rússia, e considerava a investigação de Mueller como uma espécie de “caça às bruxas” impulsionada pelos democratas e pela grande mídia.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -