Justiça nega habeas corpus a engenheiros de Brumadinho

Idiomas:

Português   English   Español
Justiça nega habeas corpus a engenheiros de Brumadinho
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Justiça de Minas Gerais nega habeas corpus a engenheiros da mineradora Vale que atestaram segurança de barragem em Brumadinho.

O Tribunal Judiciário de Minas Gerais (TJMG) negou no último sábado (2) pedidos de habeas corpus feitos pelas defesas dos engenheiros André Yassuda e Makoto Mamba, funcionários da empresa alemã TÜV SÜD.

Responsáveis por atestar a segurança da barragem da Vale em Brumadinho, na zona metropolitana de Belo Horizonte, eles foram presos na última terça-feira em São Paulo, a pedido do Ministério Público.

Os promotores apuram, junto com a polícia, se houve fraudes em documentos que atestavam a segurança da barreira de contenção.

Três funcionários da mineradora também foram presos em Minas Gerais e tiveram habeas corpus negado posteriormente.

A decisão do último sábado é do desembargador Pedro Vergara, do TJMG, informa O Globo.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque