Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Justiça pede dados sobre campanha ‘O Brasil Não Pode Parar’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Justiça pede dados sobre campanha 'O Brasil Não Pode Parar'
COMPARTILHE

O magistrado decretou o envio dos documentos em até cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

O juiz Alberto Júnior, da 10ª Vara Federal do Rio de Janeiro, mandou o Twitter apresentar dados de publicações apagadas pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom) sobre a campanha “O Brasil Não Pode Parar”. 

Após uma intensa repercussão negativa por causa das peças publicitárias, a Secom excluiu as publicações das redes sociais afirmando que eram de “caráter experimental”.

O magistrado também ordenou o secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, a apresentar um suposto contrato de R$ 4,9 milhões feito sem licitação com agência de publicidade.

Em sua determinação, segundo o portal Terra, Alberto Júnior afirmou:

“Não importa se o vídeo foi produzido em caráter experimental, e que por ventura não tenha sido avaliado e aprovado pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República. O que interessa é que teve origem em contrato celebrado pela Secom e que, oficialmente ou não, foi posto em circulação para o público em geral.”

O magistrado cobra que o Twitter apresente todos os registros de acesso, de postagens e de apagamento de publicações da conta da Secom (@Secomvc) entre os dias 26 e 27 de março.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM