Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Justiça proíbe protestos na Paraíba contra ações de isolamento social

Justica proibe protestos na Paraiba contra acoes de isolamento social
Imagem: Walter Paparazzo/G1/Arquivo
COMPARTILHE

Apesar de a Constituição Federal garantir o direito de reunião das pessoas, a juíza entendeu que a conjuntura atual permite a decisão.

Uma decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB) proíbe manifestações públicas com aglomerações de pessoas que sejam contrárias às medidas de isolamento social. 

As medidas restritivas foram decretadas pelos governos estadual e municipal para tentar conter a pandemia de coronavírus.

Caso haja descumprimento, os responsáveis pelos protestos devem pagar uma multa de R$ 10 mil para cada integrante.

A juíza Flávia da Costa Lins explicou que, apesar de a Constituição Federal de 1988 garantir o direito de reunião das pessoas (CF, art. 5º, XVI), a conjuntura atual permite¹ a decisão:

“No caso, da pandemia do coronavírus, permite a relativização do exercício daquele direito, a fim de proteger outro direito fundamental, o direito à saúde, visto que nenhum direito é, em regra, absoluto.”

A decisão foi proferida vistado o impedimento de um protesto que estava marcado para esta quarta-feira (20) contra o isolamento social. 

Dessa forma, agora estão proibidas² carreatas, passeatas ou qualquer tipo de aglomeração de pessoas promovidas por manifestantes.

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE