- PUBLICIDADE -

Justin Trudeau continua enfrentando renúncias no Canadá

Justin Trudeau continua enfrentando renúncias no Canadá
- PUBLICIDADE -

Mais um funcionário do governo do Canadá anunciou nesta segunda-feira (18) sua saída da administração.

Após 38 anos de serviço, Michael Wernick decidiu não mais trabalhar ao lado do primeiro-ministro Justin Trudeau.

Esta foi a quarta deserção de um funcionário próximo a Trudeau desde o começo do caso SNC-Lavalin, a pior crise política no Canadá desde a eleição do primeiro-ministro, em 2015, como noticiou a RENOVA.

Em carta enviada ao premiê, Wernick afirmou:

“Os eventos das últimas semanas me levaram a concluir que não serei capaz de atuar como secretário do Conselho Privado e secretário do gabinete durante a próxima campanha eleitoral.”

E, segundo a ISTOÉ, acrescentou:

“Eu tive o privilégio de trabalhar com as equipes de transição de três primeiros-ministros. Agora é evidente que é impossível para mim ter uma relação de confiança e respeito mútuo com os líderes dos partidos da oposição.”

A oposição acusou Wernick de parcialidade no caso sobre a suposta interferência de Trudeau em um processo judicial contra o gigante da construção SNC-Lavalin.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -