Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Kataguiri critica Bolsonaro por demonizar a política

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Kataguiri critica Bolsonaro por demonizar a política
Imagem: Divulgação/MBL

“Essa é a definição histórica de comunismo, discordar do Bolsonaro”, ironizou Kataguiri sobre as críticas nas redes sociais.

Kim Kataguiri (DEM-SP), líder do Movimento Brasil Livre (MBL) e deputado federal, afirmou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, erra ao pregar discurso de demonização da política.

Kataguiri e seu movimento têm criticado as convocações para a manifestação do próximo domingo (26) a favor das reformas apresentadas pelo governo.

Segundo ele, o público “radical” que decidiu ir às ruas é o mesmo que pediu intervenção militar à época da mobilização a favor do impeachment de Dilma Rousseff, em 2014.

Em entrevista ao jornal O Globo, Kataguiri ironizou o fato de ter sido chamado de “comunista” nas redes sociais:

“Falei com o Orlando [Silva, líder do PC do B] outro dia para já assinar a minha carta de filiação. Todo mundo que se posiciona contrário é comunista. Quem discorda do Bolsonaro é comunista. Essa é a definição histórica de comunismo, discordar do Bolsonaro.”

Questionado sobre quais são os maiores equívocos do governo até o momento, o líder do MBL respondeu:

“O ruído interno. A briga entre liberais, militares e olavistas, o que gera ruído para fora. A demonização do Congresso. O filho tuitar por ele e ter a senha de acesso. Dar o mesmo tom radical da cabeça do filho. E a postura de demonização do Congresso e de perda de tempo com pauta irrelevante. Como aquele vídeo do carnaval. Falta de compromisso com a agenda do governo, da Previdência.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email