Kim Jong-un atravessará fronteira a pé para encontro histórico em Seul

Esta será a primeira vez desde o fim da Guerra da Coreia que um ditador da Coreia do Norte pisará em território do país vizinho. Kim e Moon participarão de cerimônias para marcar reaproximação entre as duas Coreias.

O ditador norte-coreano, Kim Jong-un, atravessará a pé a fronteira com a Coreia do Sul, para um encontro histórico com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, nesta sexta-feira (27/04).

De acordo com informações da DW:

A travessia da fronteira com o país vizinho será carregada de simbolismo, uma vez que Kim será o primeiro líder norte-coreano a pisar em solo sul-coreano desde o armistício que encerrou o conflito militar entre os dois países, em 1953. Ambos permanecerão na zona desmilitarizada na fronteira entre os dois países, mas do lado sul-coreano.

Segundo informou o chefe de gabinete sul-coreano, Im Jong-seok, Moon receberá Kim após ele cruzar a demarcação de concreto da fronteira entre os dois países. Ambos caminharão juntos por cerca de dez minutos até uma praça onde farão uma inspeção da guarda de honra sul-coreana.

Após a assinatura no livro de visitas e uma sessão de fotos na Casa da Paz, o local da reunião, serão iniciadas as conversações formais, que devem ter como tema central o programa nuclear norte-coreano. Mais tarde, os dois líderes plantarão um pinheiro na área de fronteira, utilizando terra e água de rios dos dois países. A árvore, bastante popular nas duas Coreias, é datada de 1953, o ano do fim da guerra.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia