Português   English   Español
Português   English   Español

Lado podre da Justiça tentou criminalizar o PT, diz Lula

Lado podre da Justiça tentou criminalizar o PT, diz Lula
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, criminalizar o PT, criminalizar o Lula”, disse Lula.

Em seu primeiro discurso ao deixar a Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, o ex-presidente Lula da Silva (PT) disparou contra o “lado podre” das principais instituições do Estado de combate ao crime.

Durante um breve pronunciamento em palanque na frente do prédio da PF, Lula saudou sua militância que permaneceu em vigília ao longo do 1 ano e 7 meses que passou preso:

“Queridos companheiros, queridas companheiras, vocês não têm dimensão do significado de eu estar aqui junto com vocês. A vida inteira estive conversando com o povo brasileiro e não pensei que no dia de hoje eu poderia estar aqui conversando com homens e mulheres que durante 580 dias gritaram aqui ‘bom dia, Lula’, gritaram ‘boa tarde, Lula’, gritaram ‘boa noite, Lula’, não importa que estivesse chovendo, não importava que fizesse 40 graus, não impota que fizesse 0 grau. Vocês eram o alimento da democracia que eu precisava.”

Lula declarou:

“O lado podre da Justiça, o lado podre do Ministério Público, o lado podre da Polícia Federal, o lado podre da Receita, trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, criminalizar o PT, criminalizar o Lula.”

O ex-presidente também cumprimentou o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Segundo Lula, a derrota do petista na disputa com o presidente da República, Jair Bolsonaro, foi um “roubado”.

“Quero cumprimentar o nosso quase presidente, se não fosse roubado: Fernando Haddad.”

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!