- PUBLICIDADE -

Ladrões não têm o que roubar do povo da Venezuela

Ladrões não têm o que roubar do povo da Venezuela

- PUBLICIDADE -

O colapso econômico da Venezuela fez com que o dinheiro desaparecesse das carteiras dos cidadãos, contribuindo para redução do número de ladrões em atividade nas ruas.

As políticas socialistas da ditadura de Nicolás Maduro estão causando um efeito curioso na Venezuela: não vale muito a pena para ladrões roubarem a população.

“Se roubam sua carteira, não há nada dentro dela”, disse Yordin Ruiz, 58 anos, sapateiro.

Os assaltantes que costumavam “trabalhar” pela capital Caracas em motocicletas, ameaçando a população com pistolas nas vidraças dos carros, agora só andam a pé. Não há peças de reposição para suas motos e o combustível está cada vez mais escasso.

A crise humanitária está tão avançada que até os criminosos estão fugindo do país, juntando-se ao êxodo em massa de mais de três milhões de venezuelanos.

“Na Venezuela ser ladrão não é mais lucrativo”, disse o sociólogo Roberto Briceño-Leon, informa o Estadão.

Naturalmente não significa que a Venezuela é um país seguro. O número de assassinatos ainda é um dos mais altos do mundo.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -