Português   English   Español
Português   English   Español

Laudo da PF não encontra sinais de assassinato de cacique Waiãpi

Laudo da PF não encontra sinais de assassinato de cacique Waiãpi
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O laudo diz que o “exame sugere fortemente” a ocorrência de afogamento do líder indígena.

A Polícia Federal (PF) anunciou, nesta sexta-feira (16), um laudo preliminar que descarta o confronto com garimpeiros como causa da morte do cacique Emyra Waiãpi, no Amapá.

O resultado do exame necroscópico, que foi divulgado após a exumação do corpo do líder indígena, não aponta lesões de origem traumática que pudessem ter ocasionado a sua morte.

O laudo indica que a ferida encontrada na cabeça de Waiãpi era uma lesão superficial. Também não houve fraturas nem foram encontrados indícios de enforcamento.

Em comunicado, segundo o site UOL, a PF explicou que “apesar das informações iniciais darem conta de invasão de garimpeiros na terra indígena e sugerirem possível confronto com os índios, que teria ocasionado a morte da liderança indígena, o laudo necroscópico não apontou tais circunstâncias”.

“O documento, assinado por dois médicos legistas do quadro de servidores da POLITEC/AP, estimou que a morte ocorreu entre os dias 21 e 23 de julho último, e não encontrou lesões de origem traumática que pudessem ter ocasionado o óbito”, acrescenta a nota.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...