Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Lava Jato bloqueia R$ 113 milhões de Paulo Preto nas Bahamas

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Lava Jato bloqueia R$ 113 milhões de Paulo Preto nas Bahamas
COMPARTILHE

Paulo Preto já está condenado à mais alta pena da história da Lava Jato – 145 anos e oito meses de prisão por peculato de R$ 7,7 milhões na Dersa.

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF), em Curitiba, conseguiu o bloqueio de cerca de R$ 113 milhões depositados em um banco no paraíso fiscal das Bahamas, na América Central.

A conta é ligada a Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto e acusado de ser o operador de propinas do PSDB em São Paulo durante o governo do senador tucano José Serra (2007-2010).

Nesta segunda-feira (24), Souza foi denunciado pelo MPF na Operação Lava Jato em Curitiba por ajudar um suposto operador de propinas da Odebrecht, o advogado Rodrigo Tacla Duran — que vive foragido da Justiça brasileira na Espanha — a lavar dinheiro ilícito.

Na Lava Jato de São Paulo, Paulo Preto já foi condenado duas vezes por crimes ligados à construção do Rodoanel Mário Covas, na região metropolitana da capital paulista, em uma das sentenças a 145 anos, e na outra a 27 anos de prisão, informa o site UOL.

A partir da conta em Bahamas, foram realizadas ao menos sete transferências, entre 2017 e 2019, que somaram mais de US$ 5 milhões, conforme discriminado na peça acusatória, registra o site Metrópoles.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.