Português   English   Español

Lava Jato critica permissão para Lula ser entrevistado na prisão

Procuradores que integram a força-tarefa da Lava Jato criticaram a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, que permitiu uma entrevista ex-presidente Lula à Folha de dentro da prisão.

A decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), de autorizar uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de dentro da prisão não repercutiu bem entre integrantes da operação Lava Jato.

O procurador do Ministério Público Federal (MPF) Carlos Fernando Lima, que está de saída da força-tarefa, foi ao Facebook para dizer que a decisão do ministro está errada.

Ele ganhou o apoio de Deltan Dallagnol, procurador federal e chefe da força-tarefa da operação. Os dois ainda criticaram as decisões monocráticas tomadas pelos ministros da Corte.

Lewandowski atendeu a uma reclamação da jornalista Mônica Bergamo e do jornal Folha de S.Paulo e entendeu que a decisão da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, de negar o acesso da imprensa a Lula, seria um tipo de censura prévia ao trabalho jornalístico.

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter