Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Lava Jato denuncia Guido Mantega e Antonio Palocci

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O Ministério Público Federal do Paraná apresentou denúncia na sexta-feira (10) contra os ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antonio Palocci.

Os ex-executivos da empreiteira Odebrecht Marcelo Odebrecht e Maurício Ferro, seu cunhado, também foram denunciados pelo MPF-PR.

Eles são acusados de praticar corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro, envolvendo a edição de medidas provisórias para beneficiar empresas do grupo.

Também foram denunciados Bernardo Gradin, Fernando Migliaccio, Hilberto Silva e Newton de Souza, da Odebrecht, e os publicitários Mônica Moura, João Santana e André Santana.

Segundo as investigações, Marcelo Odebrecht, com o auxílio de Ferro, Gradin e Newton de Souza, ofereceu propina aos ex-ministros Palocci e Mantega, buscando influenciá-los na edição das medidas provisórias 470 e 472 (MP da crise).

De acordo com a denúncia, entre 2008 e 2010 houve intensa negociação para solucionar questões tributárias da empresa. O objetivo, segundo o MPF, era permitir o pagamento parcelado de tributos federais devidos, com redução de multa, bem como sua compensação com prejuízos fiscais.

A procuradoria afirma que Mantega aceitou propina de R$ 50 milhões, quantia que teria permanecido à sua disposição em conta específica mantida pelo setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, sob o comando de Migliaccio e Hilberto da Silva. Parcela desse valor, segundo o MPF, foi entregue aos publicitários Mônica Moura, João Santana e André Santana, para serem usados na campanha eleitoral de 2014.

 

Com informações da Folhapress

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email