- PUBLICIDADE -

Lava Jato denuncia Vaccarezza e mais nove por corrupção na Petrobras

- PUBLICIDADE -

Ex-deputado, candidato a um novo mandato na Câmara nas eleições deste ano, Vaccarezza é acusado em esquema de corrupção envolvendo a aquisição de asfalto pela Petrobras.

A força-tarefa do Ministério Público Federal no Paraná denunciou, nesta quarta-feira (15), o ex-deputado federal e líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza, e mais nove pessoas por formação de quadrilha, corrupção e lavagem de dinheiro, em suposto esquema de corrupção relativo ao fornecimento de asfalto pela empresa americana Sargeant Marine à Petrobras.

Vaccarezza foi preso em agosto do ano passado na Operação Abate, 44.ª fase da Lava Jato. O ex-deputado deixou a cadeia sem pagar a fiança de R$ 1,5 milhão estabelecida pelo juiz Sergio Moro.

Nesta terça-feira (14), o magistrado deu a ele um prazo de cinco dias para acertar as contas. Mesmo devendo R$ 1,5 milhão, Vaccarezza criou uma lista no WhatsApp para arrecadar valores para sua campanha a deputado federal.

 

Com informações da Gazeta do Povo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -