Lava Jato mira esquema de R$ 25 milhões no Ceará

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Operação ligada à Lava Jato apura esquema de R$ 25 milhões no Ceará.

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta sexta-feira (16), mais uma operação ligada à Lava Jato, por meio da qual investiga a liberação de créditos tributários em troca de vantagens indevidas ocorridas no âmbito do Programa de Incentivo às Atividades Portuárias e Industriais do Ceará (Proapi).

A pedido da Justiça Eleitoral de Fortaleza, a operação “Marquetagem” cumpre 17 mandados de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza, São Paulo e Salvador.

O objetivo da operação é a obtenção de “elementos probatórios acerca das condutas potencialmente ilícitas de agentes políticos e empresários envolvidos na liberação de créditos tributários oriundos do Proapi, em troca do recebimento de vantagem indevida”, informou a PF.

Segundo os investigadores, trata-se de mais uma fase da operação Lava Jato iniciada em 2018 com a colaboração premiada dos executivos ligados a um grupo empresarial.

De acordo com a PF, o grupo teria movimentado cerca de R$ 25 milhões em pagamentos por meio da simulação de prestação de serviços publicitários e do uso de notas fiscais frias.

Há, ainda, indícios de que os recursos tenham sido usados em doações oficiais nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014.

Segundo a PF, os investigados poderão responder pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção, lavagem de dinheiro e integrar organização criminosa.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.