Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Lava Jato nega ter investigado ministros do Supremo

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Lava Jato nega ter investigado ministros do Supremo

“As informações sobre detentores de foro privilegiado que chegaram ao grupo sempre foram repassadas à Procuradoria-Geral da República, como determina a lei”, diz a Lava Jato.

A força-tarefa da Operação Lava Jato afirmou, nesta quinta-feira, 1º de agosto, que seu coordenador, o procurador Deltan Dallagnol, nunca pediu à Receita Federal que investigasse ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ou seus familiares.

Lava Jato também garantiu que não conhece os auditores responsáveis por investigações de contribuintes.

Os procuradores dizem que informações que chegaram à força-tarefa por parte de delatores envolvendo autoridades com foro privilegiado foram devidamente repassadas à Procuradoria-Geral da República (PGR).

A força-tarefa afirma que as investigações conduzidas pelo grupo sempre se restringiram aos assuntos de sua competência e aos casos sujeitos à jurisdição da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Em nota distribuída à imprensa nesta quinta, segundo o jornal Folha, a Lava Jato declarou:

“As informações sobre detentores de foro privilegiado que chegaram ao grupo sempre foram repassadas à Procuradoria-Geral da República, como determina a lei. Algumas dessas informações chegaram à força-tarefa porque ela desempenha o papel de auxiliar da PGR na elaboração de acordos, mas nunca por causa de investigações.”

Os procuradores da República acrescentaram:

“Os procuradores da República confiam nas instituições e respeitam os integrantes do STF. Além disso, eles não reconhecem as mensagens oriundas de crime cibernético e que têm sido usadas, de forma editada ou fora de contexto, para embasar acusações e intrigas que não correspondem à realidade.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias