- PUBLICIDADE -

Lava Jato pegou celular e computador de Aloysio Nunes

Lava Jato pegou celular e computador de Aloysio Nunes
- PUBLICIDADE -

Um delegado e dois agentes foram os responsáveis pelas buscas. Dois servidores da Receita acompanharam a diligência.

Alvo de buscas da Operação Ad Infinitum, fase 60 da Lava Jato, o ex-chanceler Aloysio Nunes teve um celular e um computador apreendidos em sua casa.

Na operação realizada no dia 19 de janeiro, o tucano Aloysio Nunes ainda teve confiscado dois HD’s externos, um Ipad e oito pendrives.

A Lava Jato investiga se Aloysio Nunes Ferreira seria “beneficiário final” de um cartão de crédito abastecido com valores “provenientes da Odebrecht”.

O cartão teria sido emitido, em 2007, por contas na Suíça do ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza – apontado pela investigação como operador do PSDB e preso na Ad Infinitum, como noticiou a RENOVA.

Em nota, segundo o jornal Metrópoles, a Lava Jato afirmou:

“Em 24 de dezembro de 2007, portanto logo após Paulo Vieira de Souza ter recebido da Odebrecht 275.776,04 euros, cuja transferência aconteceu em 26 de novembro de 2007, um dos responsáveis por sua conta mantida em nome do Grupo Nantes na Suíça solicitou a representantes do Banco a entrega de cartão de crédito no Hotel Majestic Barcelona, na Espanha, para Aloysio Nunes Ferreira Filho.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -