Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Lava Jato repudia críticas de Augusto Aras

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
STF tem sido alvo de campanha difamatória diz Aras
Imagem: Isac Nóbrega/PR

Lava Jato repudia declarações de Aras e diz que não há “caixas de segredos” no trabalho dos procuradores.

A força-tarefa da operação “Lava Jato“, em Curitiba, repudiou, nesta quarta-feira (29), as declarações recentes dadas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Em um debate virtual, Aras afirmou que é hora de “corrigir rumos” para que o “lavajatismo não perdure”.

De acordo com a força-tarefa, do Ministério Público Federal (MPF) no Paraná, as declarações de que existem “caixas de segredos” no trabalho dos procuradores e de que “haveria milhares de documentos ocultos” são falsas.

“Não há na força-tarefa documentos secretos ou insindicáveis das Corregedorias. Os documentos estão registrados nos sistemas eletrônicos da Justiça Federal ou do MPF e podem ser acessados em correições ordinárias e extraordinárias”, destacaram os procuradores, segundo o portal G1.

“A independência funcional dos membros do Ministério Público transcende casos individuais e é uma garantia constitucional da sociedade brasileira de que o serviço prestado se guiará pelo interesse público, livre da interferência de interesses diversos por mais influentes que sejam”, acrescenta a nota.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email