Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Lava Jato tenta impedir Gilmar de soltar Paulo Preto

Lava Jato tenta impedir Gilmar de soltar Paulo Preto
COMPARTILHE

Logo após a deflagração da 60ª fase da Operação Lava Jato, que prendeu Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto, pela terceira vez, o procurador federal Deltan Dallagnol foi às redes sociais falar sobre o assunto.

“Vejo tweets receando que o ministro Gilmar Mendes solte Paulo Preto mais uma vez em liminar. Isso é impossível debaixo da lei”, afirmou Deltan Dallagnol na manhã desta terça-feira (19).

Após perceber mensagens de seguidores sobre a possibilidade do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), soltar Paulo Preto mais uma vez, o procurador da Lava Jato lembrou que o relator deste caso no Supremo é o ministro Edson Fachin.

“Mas Gilmar Mendes pode proferir uma decisão completamente ilegal e inconstitucional dizendo que ele é o juiz prevento para todos os casos em que Paulo Preto for preso”, respondeu a procuradora da República, Thaméa Danelon, de São Paulo.

Deltan retuitou, acrescentando que “se isso acontecesse seria um caso de exercício arbitrário de poder, fora do Direito”.

Até o momento de publicação desta matéria, 12h00 da terça, o suposto operador tucano Paulo Preto segue preso após ser alvo da Operação Ad Infinitum da Polícia Federal.

As transações investigadas superam R$ 130 milhões, que correspondiam ao saldo de contas controladas por Paulo Preto no início de 2017, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários