PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Leite critica grupos de esquerda por hostilidade em atos contra Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Isso acaba nos afastando”, diz o governador do RS.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O debate “Primárias” foi promovido, nesta quinta-feira (1º), pelo jornal Estadão em parceria com o Centro de Lideranças Políticas (CLP).

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), foi um dos políticos convidados para participar do evento, que, segundo os organizadores, reúne nomes do “Centro Democrático”.

Em um determinado momento do debate, Leite foi questionado sobre os atos de rua convocados para este sábado, 3 de julho, por movimentos e partidos de esquerda contra o presidente Jair Bolsonaro

O governador, então, lamentou o comportamento hostil dos militantes da esquerda:

“Tenho vários relatos de pessoas que foram às manifestações e saíram porque se sentiram constrangidas. Colocaram adesivos de Lula ou movimentos ligados a partidos políticos. Isso acaba nos afastando.” 

Leite disse que, se não fosse por isso, mais pessoas iriam às ruas contra o chefe do Executivo:

“Pelo nível de insatisfação da população, se não fosse a cooptação por movimentos, muito mais gente estaria nas ruas.”

Horas depois do debate, o governador do Rio Grande do Sul ganhou as manchetes dos veículos da imprensa nacional ao assumir a sua homossexualidade.

Confira mais detalhes na reportagem “‘Sou gay’, diz governador Eduardo Leite”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.