Grupos LGBT e pró-aborto unem forças contra governo Trump

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Os principais grupos ativistas pró-aborto e pró-LGBT do mundo uniram forças para tentar impedir o governo Trump de apresentar uma agenda internacional pró-vida em conferência da ONU que será realizada em Nova York nos próximos dias.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, acostumada com a forte pressão por sua defesa contínua de Israel, já disse que não irá ceder à intimidação.

OutRight International e Global Justice Center, dois dos principais lobistas da agenda globalista, estão tentando desestabilizar Bethany Kozma, nomeada por Donald Trump para compor a “Agência para o Desenvolvimento Internacional”. No passado, Kozma expressou sua oposição ao que considera abusos dos movimentos transgêneros.

De acordo com o grupo OutRight, o governo norte-americano não pode dizer que é “uma nação pró-vida”. Eles se queixam, por exemplo, dos cortes de verbas para a organização Planned Parenthood, responsável por milhões de abortos no país, e da decisão de Donald Trump em limitar participação de  transgêneros nas forças armadas.

A reunião da Comissão sobre População e Desenvolvimento começa em duas semanas, e observadores acreditam que muitas das críticas que o governo Trump vem recebendo da mídia tem a ver com sua oposição à agenda globalista.

Desde que assumiu o cargo de presidente, Donald Trump tem lutado para impor uma agenda pró-vida, o que tem causado intensa revolta nos defensores da agenda progressista.

Com informações de: [GP]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.