Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Liberdade de expressão não pode ser confundida com crimes, diz Aras

Senadores do PT sinalizam apoio a Aras para PGR
COMPARTILHE

“Somos ciosos em defender tanto a independência quanto a harmonia entre poderes, prezando sempre pelo diálogo”, diz Aras.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, voltou a sair em defesa do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira, 1º de julho.

Em discurso no encerramento do semestre da Corte, Aras disse que os “recentes ataques” ao STF não podem ser tolerados:

“É preciso distinguir manifestações próprias da liberdade de expressão merecedoras de civilizada tolerância e respeito de crimes de calúnia, injúria, difamação, ameaça, organização criminosa e delitos tipificados nas leis penais e na lei de segurança nacional.”

O chefe da PGR acrescentou:

“Somos ciosos em defender tanto a independência quanto a harmonia entre poderes, prezando sempre pelo diálogo, assim como pela condução firme, porém serena diante das adversidades e desafios que surgem.”

O recesso do tribunal começa amanhã, quinta-feira (2), e vai até o fim deste mês. No período, os prazos processuais ficam suspensos e o presidente, ministro Dias Toffoli, responderá pela corte.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários