Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Liberdade de imprensa bem distante de Cuba e Venezuela

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

A degradação da liberdade de imprensa na Venezuela e a sua ausência em Cuba são os grandes motivos de preocupação para a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), reunida em Medellín.

Durante a segunda jornada do encontro da SIP na cidade de Medellín, na Colômbia, foram apresentados os relatórios da Comissão de Liberdade de Imprensa e Informação, onde é analisada a situação da imprensa em cada país do continente americano.

Segundo dados da Venezuela, citados pelo editor do jornal El Nacional, entre abril de 2016 e março de 2017 “as agressões multiplicaram-se” contra os meios de comunicação.

Na ditadura de Nicolás Maduro existe “uma política de Estado” contra a imprensa e “todo um plano concebido e executado por unidades da Força Armada Nacional Bolivariana”.

Sobre Cuba, foi o diretor executivo da SIP quem leu o relatório, uma vez que o respectivo jornalista cubano não pôde sair do país para viajar para Medellín. Ele disse que a ditadura cubana quer ter “um país, mudo, surdo e cego”.

 

Com informações de: [DNotícias]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.