Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Líder árabe diz que veto a frigoríficos é retaliação contra Bolsonaro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Líder árabe diz que voto a frigoríficos é retaliação contra Bolsonaro

“O mundo árabe está enfurecido”, disse o ex-secretário-geral da Liga Árabe, organização que reúne 22 nações árabes.

A Arábia Saudita anunciou nesta terça-feira (22) o descredenciamento cinco frigoríficos do Brasil que exportam para o país.

A medida é uma retaliação ao governo de Jair Bolsonaro, em função da possibilidade de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, de acordo com o ex-secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa.

“O mundo árabe está enfurecido [com o Brasil]”, disse Moussa, um dos diplomatas do Oriente Médio de maior influência na região, segundo o “Estadão“.

“Essa é uma expressão de protesto contra uma decisão errada por parte do Brasil. Muitos de nós não entendemos o motivo pelo qual o novo presidente do Brasil trata o mundo árabe dessa forma”, acrescentou o diplomata de origem egípcia.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal, o motivo alegado para o veto dos sauditas aos frigoríficos foram questões técnicas.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email