Líder da extrema esquerda da França é condenado à prisão

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Mélenchon, amigo do PT e de Nicolás Maduro, está na mira da polícia francesa.

Jean-Luc Mélenchon, uma das principais lideranças da extrema esquerda na França, foi condenado a três meses de prisão, com direito a sursis, e 8.000 euros de multa.

O motivo da condenação foi a promoção de “um ato de resistência violenta com uso da força”, ao tentar impedir, no ano passado, que procuradores e policiais fizessem busca e apreensão na sede do seu partido, “A França Insubmissa”, na capital Paris, informa O Antagonista.

O partido em questão é investigado por uso de dinheiro ilegal na campanha presidencial de 2017.

Mélenchon mandou os seus militantes forçarem a porta para entrar na sede enquanto a busca e apreensão eram feitas. 

O extremista de esquerda também empurrou um policial e um procurador, aos gritos de “a República sou eu” e “minha pessoa é sagrada”, ainda segundo o blog.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.