- PUBLICIDADE -

Líder de advogados conservadores acusa OAB de intimidação

Foto: Reprodução/Instagram / Estadão

"Crime contra a honra é uma coisa. Criticar, é outra”, diz líder dos juristas conservadores.

- PUBLICIDADE -

O presidente da Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil (OACB), Geraldo Barral, criticou o pedido de investigação sobre “possível infração disciplinar” da entidade.

O pedido foi encaminhado na semana passada à Corregedoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pelo presidente Felipe Santa Cruz.

Barral disse que a ação de Santa Cruz é uma “tentativa de intimidar” o grupo de juristas conservadores.

Em conversa com o jornal Estadão, Barral declarou:

“Nós não estamos cometendo nenhum tipo de crime, nem violando as nossas prerrogativas, nem sendo antiéticos. Pelo contrário, estamos tentando ajudar.”

De acordo com Barral, a entidade é composta por “pessoas idealistas e comprometidas com os princípios” ligados à família, à pátria e aos ideais cristãos:

“Crime contra a honra é uma coisa. Criticar, é outra. A gente vai analisar todos os casos, alguns que já encaminharam para a gente nem cabe mais a notícia-crime. Nós vamos trabalhar com casos recentes, de agora em diante. Nós vamos agir dentro da lei.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -