- PUBLICIDADE -

Líder do governo na Câmara reforça defesa por nova Constituição

Líder do governo na Câmara reforça defesa por nova Constituição
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Não há como bancar todos os direitos incluídos no texto de 1988”, diz Barros.

- PUBLICIDADE -

O deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara, voltou a defender, nesta segunda-feira (4), uma nova Constituição para o Brasil

Em artigo publicado no jornal Folha, o parlamentar diz achar mais “lógico” aprovar uma nova Constituição inteira do que promover “constantes emendas”. 

No texto, Barros afirmou que o governo precisa aprovar neste ano quatro emendas constitucionais:  

“Reformas administrativa e tributária, o pacto federativo e a PEC Emergencial de controle de despesas obrigatórias.” 

Ele acrescentou:  

“Conforme havia previsto o então presidente José Sarney, o Brasil se tornou ingovernável, pois não há como bancar todos os direitos incluídos no texto de 1988.” 

E completou: 

“[A] defesa de ampla reforma constitucional é antiga posição do meu mandato, e não uma diretriz do governo Jair Bolsonaro: há 15 anos, fui um dos signatários da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 447, que tinha esse objetivo.” 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -