Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Líder do regime islâmico da Turquia não aceita derrota em Istambul

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Líder do regime islâmico da Turquia não sabe perder

Após o candidato governista sair derrotado nas eleições em Istambul, Erdogan pede recontagem e não descarta convocar nova votação.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, defendeu nesta segunda-feira (8) que seja feita uma recontagem total dos votos da eleição municipal de Istambul.

Sem apresentar nenhuma evidência, Erdogan afirmou que uma ação de “crime organizado” manipulou as urnas contra o seu governo.

Istambul, que é maior cidade do país, é comandada por Erdogan e seus aliados desde 1994, quando ele mesmo foi eleito prefeito.

A votação realizada no dia 31 de março indicou vitória da oposição. Caso confirmada, será a maior derrota eleitoral do presidente desde que ele chegou ao poder, em 2003.

Em um universo com 10 milhões de eleitores, Ekrem Imamoglu, do secular Partido Popular Republicano (CHP), ficou pouco mais de 20 mil votos à frente de Binali Yıldırım, candidato do Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) —o mesmo de Erdogan, informa a Gazeta do Povo.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email