Português   English   Español

Lideranças anti-globalistas dizem que a União Europeia está matando a Europa

LEPAN

Durante reunião em Praga, líderes da direita anti-globalista criticaram a União Europeia e concordaram em trabalhar na construção de um modelo alternativo de cooperação que respeite os povos e as culturas do continente.

Marine Le Pen e o holandês Geert Wilders estava entre os políticos direitistas que se encontraram na capital checa para discutir o futuro de seu continente em uma conferência intitulada “Por uma Europa de Nações Soberanas”.

Wilders parabenizou o governo checo por se recusar a aceitar as exigência migratórias impostas por Bruxelas:

Nos próximos 30 ou 50 anos, a República Checa estará cercada por países onde 20% da população será muçulmana. Isso é como se vocês se tornassem uma Faixa de Gaza. Precisamos evitar a migração em massa, mesmo que isso signifique construir uma parede.

Le Pen também fez declarações fortes e demonstrou sua oposição à migração em massa. Ela também disse que a União Europeia quer “matar a Europa” e procura pôr fim a soberania das nações do continente.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário

Veja também...