Lira defende auditagem mais transparente das eleições

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não posso desconfiar do sistema em que fui eleito”, diz Lira.

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, defendeu, nesta quarta-feira (4), uma auditagem “mais transparente” para evitar que a eleição seja contestada.

Durante entrevista à rádio Bandeirantes, nesta quarta-feira (4), Lira falou sobre a PEC do voto impresso:

“Eu não tenho nenhum fato relevante que eu possa falar que houve fraude nas urnas eletrônicas. Eu não posso desconfiar do sistema em que eu fui eleito.”

Em contrapartida, o presidente da Câmara acrescentou:

“Se não há problemas não há por que nós não chegarmos numa situação de termos uma auditagem, seja lá de que maneira for, de forma mais transparente, para que não se tenha uma eleição, independente de quem seja eleito, contestada.”

Lira lembrou que há uma PEC aprovada pela Câmara em 2015 que trata da impressão do registro do voto, que seria depositado em local lacrado:

“Essa PEC está no Senador Federal […] até hoje, de 2015 a 2021, não se pronunciou se quer votar ou não essa PEC. Portanto, ela não teve a urgência que a Câmara deu no Senado Federal.”

Por conta disso, Lira levantou a questão se faz sentido aprovar outra PEC correndo o risco de ficar, também, paralisada no Senado:

“Porque se não votar uma que está lá desde 2015, não vai aprovar uma que vai aprovar desde 2021. Nós estamos perdendo tempo, energia, muitas vezes gerando atritos entre instituições democráticas que são necessárias para o equilíbrio do Brasil de maneira que não trará benefício nenhum.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.