Lista do NY Times censura professor canadense Jordan Peterson

Jordan Peterson é um professor conservador do Canadá que virou alvo da esquerda por rejeitar o politicamente correto. Sua nova obra está no topo da lista de livros de não ficção na Amazon, mas é ignorado na lista de best-sellers do New York Times.

Neste momento, o professor de psicologia da Universidade de Toronto, Jordan Peterson, é o autor canadense mais lido do mundo. Levando em consideração que ele também narra seus próprios audiolivros, é possível que ele esteja atualmente falando através de mais fones de ouvido do que qualquer outra voz canadense.

Embora ele tenha aumentado sua proeminência internacional como um oponente de pronomes neutros para o gênero, o novo livro de Peterson, 12 Rules for Life, é em grande parte sua opinião sobre algo que é mais “valioso” na vida.

Até agora, a nova obra do autor, 12 Rules for Life, é o segundo livro mais vendido da Amazon em 2018. O único título que conseguiu ultrapassá-lo é o livro de fofocas sobre a Casa Branca, Fire and Fury, escrito pelo desacreditado autor Michael Wolff.

De alguma forma, o livro de Jordan Peterson nem sequer está incluído na lista de best-sellers do New York Times.

Durante anos, a lista de best-sellers do NY Times vem enfrentando críticas por ser um catálogo opaco e arbitrário que na verdade não reflete se um livro é realmente um “best-seller“. A razão por trás dessas críticas ficaram evidentes, desde que o livro 12 Rules for Life não recebe uma singela menção na lista.

 

Com informações de: [NP]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *