Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Lucro do Burger King no Brasil cai 65% no 1º trimestre

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Lucro do Burger King no Brasil cai 65% no 1º trimestre

Após campanha provocativa com críticas ao governo Bolsonaro, a rede fast food Burger King encara redução no lucro no Brasil.

O BK Brasil Operação e Assessoria a Restaurantes registrou lucro líquido de R$ 3 milhões no primeiro trimestre de 2019.

Este número representa uma queda de 65% ante o mesmo período do ano anterior.

A receita, na mesma base de comparação, avançou 38%, para R$ 665,3 milhões, influenciada pelo crescimento de 5,9% nas vendas comparáveis.

Segundo a companhia, master-franqueada da Burger King Corporation e da Popeyes Louisiana Kitchen para o Brasil, o recuo no lucro está relacionado à adoção da norma contábil IFRS 16, que altera a maneira como as empresas reconhecem contratos de arrendamento.

Com a mudança, o BK Brasil registrou um efeito não recorrente no valor de R$ 4 milhões com depreciação e amortização da aquisição do franqueado, o que foi parcialmente compensado pelo reconhecimento do imposto de renda diferido no valor de R$ 7 milhões, informa o G1.

Recentemente, a empresa foi alvo de boicote após impulsionar uma campanha publicitária de teor provocativo com críticas veladas à decisão do presidente Jair Bolsonaro de vetar comercial do Banco do Brasil, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email