- PUBLICIDADE -

Lula faz a campanha do PT direto da prisão

- PUBLICIDADE -

O presidiário improvisa um gabinete para receber visitas rotineiras de advogados e líderes religiosos, gera fatos políticos e não deixa o PT sair do noticiário.

A cela do prisioneiro mais famoso do Brasil costuma ficar aberta. Para os guardas é mais fácil deixá-la assim e trancá-la somente de noite e finais de semana para que, diariamente, flua a carreata de advogados, senadores, bispos, netos etc.

Esta é a rotina padrão no quarto andar da sede da polícia federal em Curitiba. Todas essas pessoas têm algo a falar com o presidiário Luiz Inácio Lula da Silva.

Sentados na mesa retangular da cela que Lula transformou em seu novo escritório, cada um traz suas notícias. Uns, para contá-lo sobre os recursos da condenação de 12 anos por corrupção que o ex-presidente cumpre aí há quatro meses. Outros, das eleições presidenciais de outubro. E outros, sobre a batalha jurídica que significará fazer campanha da prisão em um país onde a lei jurídica não permite que um condenado em segunda instância como ele seja candidato.

A senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, admitiu a campanha do partido direto da cadeia:

Não é a melhor maneira de se fazer uma campanha. O ideal seria que Lula estivesse agora se reunindo com os líderes regionais. Mas está fazendo a campanha. Tem visitas contínuas, manda cartas, manda recados, manda orientações. E se nota: é impossível falar dessas eleições sem falar de Lula.

 

Adaptado da fonte EL PAÍS
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -