PT diz que prisão de Lula seria “declaração de guerra”

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Comitês estaduais criados pelo PT estão organizando protestos por todo o país em caso de condenação do ex-presidente Lula. O julgamento será realizado no próximo dia 24.

De acordo com a coluna da Mônica Bergamo, da ‘Folha de S. Paulo’, a eventual detenção do petista seria vista como “declaração de guerra”.

Contudo, dirigentes do partido acreditam que as cortes superiores não manteriam o ex-presidente preso, concedendo um habeas corpus.

A condenação inviabilizaria a candidatura de Lula nas eleições de 2018. No entanto, o Partido dos Trabalhadores já confirmou que ele será registrado como candidato à Presidência, independente da decisão do TRF-4.

O ex-presidente tocaria a campanha até onde conseguisse e se for confirmado seu afastamento pela corte eleitoral, em setembro, indicaria um candidato na última hora.
Com informações de: (1)

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque