- PUBLICIDADE -

Macri anuncia modernização das Forças Armadas da Argentina

- PUBLICIDADE -

O presidente da Argentina quer ampliar atuação de militares, afastados do setor desde fim do regime militar.

A função das Forças Armadas da Argentina se limitava apenas a repelir ataques de Estados estrangeiros. Foram afastados da segurança interna do país desde o fim do regime militar, entre 1976 e 1983.

Findo o regime, os governos seguintes, cada vez mais, enxugaram os investimentos no setor.

Agora, as coisas mudaram.

O presidente Mauricio Macri anunciou que vai mudar de direção e “modernizar” as Forças Armadas para que possam enfrentar “os desafios do século XXI”, como o narcotráfico e o terrorismo.

A oposição esquerdistas e órgãos de direitos humanos, para não perder o costume, criticaram a decisão do governante.

O plano, que será detalhado com a publicação de um decreto esta semana, abarca a guarda de “alvos estratégicos” e o apoio logístico nas fronteiras do país. Envolve a colaboração das Forças Armadas com a segurança pública, uma decisão que causa polêmica pela memória que permanece na sociedade argentina sobre as atrocidades perpetradas pelo regime militar.

 

Adaptado do jornal O Globo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -