Macri anuncia redução de 25% dos cargos políticos

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou nesta segunda-feira (29/01) um corte de 25% dos cargos políticos do Executivo, congelamento dos salários dos funcionários e proibição de qualquer familiar de ministros trabalhando no governo.

Em um ato na Casa Rosada, sede do Executivo em Buenos Aires, o líder da Argentina revelou que a saída dos que serão cerca de 1.000 funcionários públicos representará uma economia de 1,5 bilhão de pesos (US$ 75 milhões) para o governo.

Presidente Macri declarou:

Espero que este exemplo seja seguido por todos na política argentina e convido as administrações públicas de todas as jurisdições do país a tomar medidas similares. Temos que continuar melhorando a institucionalidade, a integridade e a transparência na política.

Macri também informou que, nos próximos dias, assinará um decreto para que nenhum ministro argentino possa ter familiares dentro do governo. Ele justificou:

Sei que com esta medida vamos perder colaboradores muito valiosos da equipe e isso me dá muita pena. Mas sempre dissemos que queríamos fazer um país mais transparente.

Nesse sentido, o presidente argentino criticou que quando chegou ao poder, em dezembro de 2015, o governo era um “emaranhado burocrático” com uma estrutura “muito vertical“, o que tornava muito difícil tomar decisões e “levava muito tempo” para executá-las.

Espero que este exemplo seja seguido por todos na política argentina e convido as administrações públicas de todas as jurisdições do país a tomar medidas similares. Temos que continuar melhorando a institucionalidade, a integridade e a transparência na política.

 

Com informações de: [JovemPan, BOL]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *