Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Macron diz que ‘nacionalistas’ querem desmantelar União Europeia

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Macron diz que ‘nacionalistas’ querem desmantelar a Europa

“Só podemos estar perturbados. Não precisa ser ingênuo”, disse Macron ao demonstrar preocupação com o fortalecimento da direita no continente europeu.

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou nesta segunda-feira (20) enxergar “pela primeira vez um conluio entre os nacionalistas e os interesses estrangeiros” para desmantelar a União Europeia.

Macron criticou o articulador direitista Steve Bannon, que, segundo ele, está “próximo do poder americano”, e os russos, que “nunca foram tão invasivos”.

Em entrevista à imprensa, o líder da França declarou:

“Só podemos estar perturbados. Não precisa ser ingênuo. Mas não confundo os Estados e certos indivíduos, mesmo que os grupos de influência americanos ou os oligarcas russos mostrem proximidade com os governos.”

Macron também fez um apelo por uma “Convenção de Fundação Europeia” após as eleições europeias desta semana, a fim de “definir a estratégia da Europa pelos cinco próximos anos”.

Segundo a ISTOÉ, o presidente francês afirmou:

“Quero uma Convenção da Fundação Europeia após as eleições. Que os chefes de Estado e o governo, com o novo Executivo e as autoridades no Parlamento, com os cidadãos, tomem seu tempo para definir a estratégia da Europa pelos cinco anos por vir, incluindo aqui alterações de tratados que eles querem alcançar.”

Enquanto Macron demonstra preocupação com o futuro da União Europeia, o vice-premiê da Itália, Matteo Salvini, segue prometendo modificar os rumos da organização em caso de vitória da direita anti-globalista nas eleição parlamentares dos próximos dias.

“Nós não queremos nada com Merkel e Macron, que destruíram esta União Europeia. Queremos salvar a Europa dos burocratas, banqueiros e financistas que a arruinaram todos esses anos”, afirmou Salvini, segundo a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email