PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Macron interferiu na Amazônia com imagem de fotógrafo morto em 2003

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Presidente francês utiliza imagem de fotógrafo que morreu há 16 anos para declarar uma “crise internacional” na “casa” dele, a Floresta Amazônica.

O presidente da França, Emmanuel Macron, utilizou a rede social Twitter, na tarde desta quinta-feira (22), para, em tom alarmista, declarar uma “crise internacional” na região amazônica por causa de incêndios de grandes proporções, principalmente na Bolívia e Brasil.

Macron chegou a incluir a situação na Amazônia como um assunto de “emergência” a ser debatido na cúpula do G7, que acontecerá nos próximos dias. Bolsonaro rebateu o comentário do francês algumas horas depois, dizendo que ele “evoca mentalidade colonialista descabida no século XXI“.

A foto usada no Twitter por Macron para falar sobre a suposta disparada no número de queimadas na Amazônia no governo Bolsonaro não é atual, como noticiou a RENOVA.

A imagem foi feita por Loren McIntyre, fotógrafo da revista National Geographic que morreu em 2003, nos Estados Unidos, e dá nome a uma lagoa no Peru que é uma das nascentes do rio Amazonas.

Ao rebater o presidente francês na rede social Twitter, Bolsonaro fez menção ao assunto, dizendo que Macron estava “apelando até para fotos falsas”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.