PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Macron pede união franco-alemã para conter guinada à direita

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Em Berlim, capital da Alemanha, Macron pede união franco-alemã para evitar que o mundo ‘mergulhe no caos’.

O presidente Emmanuel Macron pediu durante discurso em Berlim, neste domingo (18), que a Alemanha inaugure com a França uma nova etapa na construção da Europa para evitar que o mundo “mergulhe no caos” e assim se garanta a paz.

Em um discurso na Câmara dos Deputados alemã, Macron afirmou:

A Europa, e dentro dela o par franco-alemão tem a obrigação de não deixar o mundo mergulhar no caos e sim acompanhá-lo no caminho da paz, e, para isso, a Europa deve ser mais forte, mais soberana.

“Nosso mundo está numa encruzilhada”, acrescentou, alertando contra o risco de cair no “nacionalismo sem memória” e no “fanatismo sem referências”.

A luta contra o desafio do populismo não está ganha, disse Macron. “Implica assumir novos riscos e superar as dúvidas”.

Apesar do início cordial nas relações entre Donald Trump e Emmanuel Macron, os dois líderes estão trocando farpas desde que Macron decidiu se apresentar ao mundo como um defensor do globalismo.

Em declarações recentes, o presidente da França chegou a mencionar a criação de um exército globalista para defender a União Europeia (UE) de seus inimigos, entre eles os Estados Unidos, conforme informou a Renova Mídia.

Em agosto, Macron também se colocou como o “principal opositor” dos países com líderes direitistas na Europa, principalmente aqueles que rejeitam a agenda de fronteiras abertas imposta pela UE.

Adaptado da fonte Folha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.