Madrasta ordena estupro coletivo de menina de 9 anos na Índia

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A polícia prendeu seis pessoas por relação com o estupro coletivo e assassinato de uma menina de nove anos de idade no estado da Caxemira, na Índia. A madrasta da criança teria ordenado os crimes por vingança.

Segundo os policiais, a mulher teria mandado o filho de 14 anos e outros três homens estuprarem a vítima. Ela assistiu ao ato.

A menina também foi torturada, mutilada e queimada com ácido.

Seu corpo foi encontrado no domingo, em uma floresta no distrito de Baramulla. Ela estava desaparecida havia 10 dias.

Todos os acusados foram presos.

De acordo com os policiais, a madastra estaria supostamente chateada porque a menina era a favorita do pai.

“Descobrimos que a madrasta nutria rancor contra a segunda esposa do marido e os filhos que ele teve nesse casamento”, disse o policial Mir Imtiyaz Hussain ao site de notícias NDTV.

Hussain afirmou que a garota foi morta com um machado depois do estupro coletivo.

Ele disse que um dos acusados, de 19 anos, “arrancou os olhos dela com uma faca afiada e derramou ácido em seu corpo”.

 

Adaptado da fonte UOL
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações