Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Maduro abre as portas da Venezuela para guerrilheiros das FARC

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Maduro abre as portas da Venezuela para guerrilheiros das FARC

A declaração de Maduro reforça as denúncias da Colômbia de que está oferecendo abrigo a grupos armados.

O ditador Nicolás Maduro abriu as portas da Venezuela para dois comandantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) que estão desaparecidos.

Falando ao lado do ditador de Cuba, Miguel Díaz-Canel, na cerimônia de encerramento do Foro de São Paulo, Maduro qualificou Iván Márquez e Jesús Santrich como “líderes da paz”.

Márquez desapareceu no ano passado depois que seu sobrinho foi preso e levado aos Estados Unidos para cooperar com investigadores antitráfico.

Mais cedo neste mês, a Suprema Corte da Colômbia ordenou a prisão de Santrich por ele não ter comparecido a um interrogatório sobre acusações de tráfico de drogas dos EUA.

Autoridades da Colômbia acreditam que guerrilheiros e combatentes dissidentes das FARC que se uniram ao Exército de Libertação Nacional (ELN) estão escondidos na Venezuela e recebendo proteção de Maduro, informa o site UOL.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email