- PUBLICIDADE -

Maduro acusa Espanha de ajudar na fuga de líder opositor

Nicolás Maduro diz que apagão na Venezuela é ‘guerra’

Maduro diz que o embaixador é “cúmplice confesso da anunciada fuga do criminoso Leopoldo López”.

- PUBLICIDADE -

A ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, acusou Jesús Silva, embaixador da Espanha em Caracas, de ser cúmplice na fuga do líder opositor Leopoldo López do país.  

Em um comunicado à imprensa, a chancelaria de Maduro afirmou:

“É facilmente verificável que o chefe da missão diplomática espanhola na Venezuela foi o principal organizador e cúmplice confesso da anunciada fuga do criminoso Leopoldo López do território venezuelano.”

Ex-prefeito do município de Chacao e uma das principais figuras da batalha contra o regime chavista, López estava refugiado na embaixada espanhola em Caracas desde 30 de abril de 2019, quando escapou da prisão domiciliar com o auxílio do presidente interino Juan Guaidó

A fuga de López foi celebrada por Guaidó, que, como noticiou a RenovaMídia, debochou de Maduro.

“Contornando o aparato repressivo, conseguimos levar nosso comissário do Centro de Governo, Leopoldo López, para o território internacional”, disse Guaidó.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -