Maduro acusado de usar bitcoins para burlar embargo dos EUA

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O esquema foi revelado pelo canal espanhol ABC e envolveria o uso de um aplicativo chamado Jetman Pay.

A ditadura da Venezuela estaria utilizando criptomoedas para burlar o embargo imposto pelo governo dos Estados Unidos e inserir dólares na economia.

Impostos de reabastecimento de aeronaves no Aeroporto Internacional de Maiquetia, um dos principais do país, estariam sendo convertidos em bitcoin e enviados para fora do país, de onde retornam em forma de dividendos, informa o site CanalTech.

A ideia oficial do regime de Nicolás Maduro com o uso da solução é garantir uma disponibilização imediata dos valores. A única diferença é que as tarifas estão sendo convertidas em bitcoins.

De acordo com documentos obtidos pela imprensa espanhola, o sistema seria simples e direto.

Empresas aéreas que têm Maiquetia como ponto de parada usariam o Jetman Pay para pagamento dos tributos e reabastecimento das aeronaves.

Esse serviço seria feito pela PDVSA (Petróleos de Venezuela), a estatal petrolífera do país, que, na sequência, usaria o dinheiro para a aquisição de bitcoins por meio da BCDA Aeronautical Solutions, responsável pelo aplicativo, registra o site Yahoo!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.