Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro alerta militares após rumores sobre invasão da Venezuela

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, pediu na quarta-feira (4) que os militares do país “não baixem a guarda”, após a CNN falar sobre supostos planos de invasão elaborados pelo governo de Donald Trump.

Em uma cerimônia de promoção de generais e almirantes, Maduro declarou:

Não podem baixar a guarda nem por um segundo, porque defenderemos o maior direito de nossa pátria em toda a sua história (…), que é viver em paz.

O ditador venezuelano citou informações da grande mídia dos Estados Unidos segundo as quais Trump perguntou, em agosto passado, a vários assessores de política externa sobre a viabilidade de invadir a Venezuela.

Segundo a rede de televisão americana CNN, citando fontes anônimas, a possibilidade foi evocada durante uma reunião sobre as sanções que Washington adotou contra a ditadura Maduro.

No entanto, nesta quinta-feira (5), o governo norte-americano negou a existência de planos para invasão do país sul-americano, mas deixou em aberto a possibilidade de uma opção militar para libertar o povo venezuelano.

Nicolás Maduro declarou que as revelações da mídia americana provam a veracidade de suas denúncias de que Washington planeja atacar militarmente a Venezuela para se apoderar de suas vastas reservas de petróleo.

‘É claro que não é uma coincidência’, disse o ditador.

Ele também aproveitou para frisar que seus soldados estão mobilizados:

Nossas Forças Armadas (…) têm a responsabilidade de estarem preparadas para defender o território nacional sob qualquer condição que nos toque defendê-lo.

 

Com informações do BOL

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email