Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro chama Bolsonaro de fascista e diz que não aceitaria convite para posse

Maduro chama Bolsonaro de fascista e diz que não aceitaria convite para posse
COMPARTILHE

O ditador Nicolás Maduro, da Venezuela, elevou o tom ao dizer que nunca iria prestigiar a posse de Jair Bolsonaro, no Brasil, por ser a expressão do fascismo.

Nicolás Maduro indicou que “ele nunca iria assistir à inauguração de um presidente que é uma expressão de intolerância, do fascismo”.

Neste domingo (16), o presidente eleito Jair Bolsonaro disse que estava retirando os convites feito pelo atual Itamaraty às ditaduras de Cuba e Venezuela.

A sinalização inicial foi chamar todos os países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas – razão pela qual o convite foi feito, registra o “Estadão“.

Mas houve mudança de posição, o que levou o Itamaraty a enviar uma segunda comunicação aos representantes dos dois países os desconvidando para a cerimônia.

A cerimônia de posse do futuro presidente Bolsonaro acontecerá no dia 1.º de janeiro, em Brasília, e contará com a participação de líderes internacionais, entre eles o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, conforme noticiou a Renova.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários