- PUBLICIDADE -

Maduro diz que combaterá ‘grupo terrorista’ aliado de Guaidó

Maduro diz que combaterá ‘grupo terrorista’ aliado de Guaidó
- PUBLICIDADE -

Autoridades chavistas detiveram o principal colaborador de Guaidó e o acusaram de liderar uma célula terrorista no país.

O ditador Nicolás Maduro assegurou nesta quinta-feira (21) que não tremerá para deter “grupos terroristas” em atuação na Venezuela.

Em pronunciamento em rede obrigatória de televisão, Maduro afirmou:

“Quero que fique claro que o governo venezuelano bolivariano e revolucionário não tremerá o pulso para combater os grupos terroristas, para levá-los à prisão. Não é política o que eles fazem, é simplesmente terrorismo.”

O ministro do Interior, Néstor Reverol, acusou o chefe de gabinete de Guaidó, Roberto Marrero, de ser responsável por uma célula terrorista que pretendia realizar ataques no país, informa a RENOVA.

“Estamos em combate permanente pela paz, pela estabilidade”, afirmou Maduro, após assinalar que há uma grande “conspiração contra toda a Venezuela”

“Não é contra Maduro, não, é contra a própria existência da própria República Bolivariana da Venezuela”, ressaltou, registra a agência EFE.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -