Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Maduro é formalmente classificado como narcoterrorista pelos EUA

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
O governo dos Estados Unidos apresentou acusações criminais, nesta quinta-feira (26), contra o ditador Nicolás Maduro e outras autoridades da Venezuela.

A acusação é uma ação rara dos EUA contra um chefe de Estado e marca uma grave escalada contra Maduro.

O governo dos Estados Unidos apresentou acusações criminais, nesta quinta-feira (26), contra o ditador Nicolás Maduro e outras autoridades da Venezuela.

As acusações são relacionadas ao envolvimento dos chavistas com narcotráfico.

O Departamento de Estado dos EUA ofereceu uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levem à captura de Maduro.

O procurador-geral americano, William Barr, afirmou:

“[Eles são acusados de terem] participado de uma associação criminosa que envolve uma organização terrorista extremamente violenta, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e de um esforço para inundar os Estados Unidos com cocaína.”

Como era de esperar, em mensagem no Twitter, Maduro rejeitou as acusações:

“Há uma conspiração dos Estados Unidos e da Colômbia e eles deram a ordem de encher a Venezuela de violência. Como chefe de Estado, sou obrigado a defender a paz e a estabilidade em toda a pátria, sob quaisquer circunstâncias.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email